Mundo vive “primeira crise de energia verdadeiramente global”, diz chefe da AIE

Edgar Romanov
Edgar Romanov Mundo
2 Min Read

O aperto dos mercados de gás natural liquefeito (GNL) em todo o mundo e a redução do fornecimento de grandes produtores de petróleo colocaram o mundo no meio da “primeira crise energética verdadeiramente global”, disse o chefe da Agência Internacional de Energia (AIE) nesta terça-feira (25).

O aumento das importações de GNL para a Europa em meio à crise da Ucrânia e uma potencial recuperação no apetite chinês pelo combustível apertarão o mercado, já que apenas 20 bilhões de metros cúbicos de nova capacidade de GNL chegarão ao mercado no próximo ano, disse o diretor-executivo da AIE, Fatih Birol, durante a Semana Internacional da Energia, em Singapura.

Ao mesmo tempo, a recente decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e seus aliados, conhecidos como OPEP+, de cortar 2 milhões de barris por dia (bpd) de produção é uma decisão “arriscada”, pois a AIE vê crescimento da demanda por petróleo de quase 2 milhões de bpd este ano, disse Birol.

“(É) especialmente arriscado, pois várias economias ao redor do mundo estão à beira de uma recessão, se é que estamos falando sobre a recessão global… Achei essa decisão realmente lamentável”, disse ele.

O aumento dos preços globais de várias fontes de energia, incluindo petróleo, gás natural e carvão, está prejudicando os consumidores ao mesmo tempo em que já lidam com a crescente inflação de alimentos e serviços. Os altos preços e a possibilidade de racionamento são potencialmente perigosos para os consumidores europeus que se preparam para entrar no inverno do Hemisfério Norte.

A Europa pode sobreviver a este inverno, embora um pouco prejudicada, se o clima permanecer ameno, disse Birol.

“A menos que tenhamos um inverno extremamente frio e longo, a menos que haja surpresas em termos do que vimos, por exemplo, a explosão do oleoduto Nord Stream, a Europa deve passar por este inverno com algumas contusões econômicas e sociais”, acrescentou.

 

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário